Ora hoje são...

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo

Pesquisar neste blogue

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

É para vocês...

Já me roubaram alegrias, já me roubaram lágrimas...Já...
Já fui acusado, já me mentiram...
Já me desiludiram, já me deixaram de falar...
Tentaram tirar-me aquilo que mais de lindo tenho...
Sou Maravilhosamente Feio...
Já me passaram por cima...
Criei uma luz para me iluminar...tentaram roubá-la
Criei um telhado para não apanhar frio...já o tentaram derrubar...
Criei uma paixão...roubaram-me a mesma, espesinharam-me e trairam-me...
Já ofereci estrelas e Luas...para pessoas que não mereciam...
Já me tentaram tirar a música e instrumentos...
Já me partiram o coração...
Tentaram...Tentaram....conspirar contra mim...
Já me tentaram matar...
Já tentaram humilhar-me...
Eles riram-se de eu ser diferente...
Gritaram, bateram, explodiram...
Eu calei-me, fechei os olhos e pensei...
"Eu riu-me por eles serem todos iguais"
Neste momento tudo o que me roubaram, e tentaram levar...tenho neste momento a dobrar...
tenho a protecção, a luz, o Sol, o Calor, o riso, a Cura, a Harmonia, o Olhar...a linda flor que nunca murcha.
A força de Mil Homens

1 comentário:

Mumuila disse...

este texto levou-me logo a relembrar "obrilho oculto" de Mato Seco...

"Tudo tem seu momento de acontecer
E apressar-se não vale de nada
Viva sua vida assim,
Como um passarinho livre pra voar
Pense só concentre-se em seu caminho,
Pois se perder
O difícil será voltar
Voltar, o difícil sempre é voltar,
E em uma vida onde se perde quase sempre
E se ganha quase nunca
é Melhor um passaro na mão,
Do que dois a voar
Voe, voe, voe e vá longe ó pensamento
Vá longe buscar
O que eu estou a procurar,
O que estou a procurar,
Um lugar,
Onde as pessoas escutem o que a paz tem pra nos falar
Pois aqui não houvem, até parecem que estão todas surdas, as pessoas,
(...)E que eu não queira pra você o que eu também não quero pra mim,
Amor, paz, sim
E que eu não queira pra você o que eu também não quero pra mim,
É assim, tem que ser assim
Que eu não queira pra você o que eu também não quero pra mim,
Foi Jah quem disse, foi o Rei quem quis assim
Que eu não queira pra você o que eu também não quero pra mim
E até para os pobres hipócritas que não gostam de mim
Eu não quero pra vocês o que vocês querem pra mim
Amor, paz, sim
E que eu nunca queira pra você o que eu também não quero pra mim..."