Ora hoje são...

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo

Pesquisar neste blogue

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Crónicas de um Viajado #2

Pelas margens do rio mais uma vez me aventurei....
Limpei a cabeça e as lágrimas da manhã...a roupa, mochila e música agasalharam-me e fiz me à estrada....
Saí de casa tão devagarinho e solene , que o Mundo não me ouviu...nem cantei para não incomodar ninguém, meu andar era tão lento que fazia cocegas ao vento mas ele nem sabia quem era...
Viajei a observar tudo como se fosse a primeira vez que viera ao mundo...
Pela primeira vez olhei os pormenores todos, olhei o que ao olhar de muitos é invisível...
Ao olhar para eles tornei-os numa dimensão tal que 
arrepiava-me a cada segundo com o que via...
Cada respirar de cada pessoa e 

"passo a passo"

 vi aquela folha castanha e perfeita a flutuar no rio que corria para Sul, folha aquela que vagueou sempre ao meu lado desde o inicio ate ao final do canal do rio...
Eu vi no meio de um jardim uma flor que se ria para mim...com as pétalas todas abertas...flor branca com o fundo amarelo leve...linda...
Levemente fui passando pelo mais infinito movimento que o Universo conspirava, passei tão levemente que ele nem me encontrou, eu apenas observei...
Apreciei aquelas quatro Senhoras cheias de glamour, com as suas saias curtas, meias pretas e vermelhas, suas malas chiques seus gorros elegantes, fumando os seus cigarros e rindo se das conversas da noite passada...
Apreciei a pequena menina de capacete e bicicleta cor de rosa, a andar bem desequilibrada mas com um sorriso lindo...cheia de confiança na vida, por mais incerta que estivesse, sabia que estava ali alguém (pais), para a apoiarem, inocente e verdadeira...


"A minha musica estava tão profunda e tão alta na minha cabeça que me fazia flutuar...nesta viagem o Mundo parou para observar...o que eu estava a sentir era a típica Orientação Perfeita..."

O olhar daquele pato para mim, parecia que me estava a cumprimentar...

Aquele senhor do barco castanho e amarelo que flutuava no pequeno rio, que ia cumprimentado as pessoas. Um senhor bem magrinho e velhinho mas com um sorriso de jovem...

Aquela folha de outono que caiu à minha frente...

"...bem eu estou tão leve que ninguém dá conta de mim..."
Aquele chá de camomila sem açúcar que bebi, acompanhado daquela metade de sandes de pão de sementes com queijo derretido, salada e oregãos, pintou me a boca de sabor e encheu-me o corpo de força...

O som das campainhas das bicicletas dos ciclistas que passavam, afastava a multidão e faziam com que os milhares de pombos do passeio se levantassem e transformassem o céu num padrão móvel de asas...

Os olhares e sorrisos das pessoas que por mim se cruzavam eram lindos e ao juntar a esta tela,  o óptimo tempo que estava...
O pequeno barco encostado à margem fazia de café para o povo...a hora do chá...
Via-se as senhoras cheias de elegância sentadas a apreciar aquela hora clássica...

Sentei-me à beira do rio e desapareci...os meus olhos não se moviam...fixavam aquela pequena ilha que estava no meio do lago, com dois chorões enormes e montes de pássaros e flores....fixei o olhar e vidrei!

A junção da minha música, com aquelas pessoas a passarem à minha frente, os seus sorrisos, o chão coberto de folhas, o rio profundo, os dois chorões, os pássaros e a saborear a minha pobre refeição tornaram-me naquele momento o rapaz mais feliz do Mundo. Lembro me desviar o olhar der repente e esta um senhor, idoso a olhar para mim...lançou um sorriso honesto..parece que tinha lido a minha mente naquele momento.
Apreciei o pedaço de pão que uma criança atirou para os pombos e veio parar a mim...e o pombo sem medo, veio comer como se nada fosse, mesmo aos meus pés ...
O tempo passava...e eu ali estava, até que uma rajada de vento me abanou do lado direito e eu com ela me levantei e com ela fui...
Apreciei a senhora que lia o livro no seu banco, num muro por cima de mim, lia...



Uma criança filho de um casal negro, que me fez lembrar a mim mesmo quando era puto, tinha um ar de feliz e sempre contente...os pais com pressa a andar e a criança queria olhar para o céu e ver os pássaros...
O avião que passava...
As cores explosivas do Sol que se começava a por por detrás dos prédios...

A parede de fora de uma casa, que era coberta de uma trepadeira enorme como eu nunca tinha visto...
O meu mágico chocolate quente que me aquecia a alma quando o tempo já puxava o frio...
Para acabar, aquela senhora que me pediu ajuda para atravessar a passadeira e que eu a levei ao restaurante para jantar....

55 comentários:

simplesmente eu disse...

olaaa, gostava de falar contigo, tens msn? bjinhos

katie. disse...

"Saí de casa tão devagarinho e solene , que o Mundo não me ouviu..."
=)
Sabes o que eu gosto mais nos teus textos...? é que, mesmo quando falas em lágrimas, não há tristeza... transmites sempre a mesma tranquilidade...sempre a mesma paz :)
beijinhos**

# Gabriela disse...

Tantas vezes que me aventuro a caminhar pela cidade com a música a penetrar-me os ouvidos. Estou dependente disso. As pernas não me exigem descanso e alma agradece-me a viagem. As pessoas que discretamente observo persistem na sua correria diária. Onde está a beleza de a vida sentir? Iuri, devias mesmo publicar um livro para toda gente ler, e mentalizarem-se das tuas mais sábias palavras :) adoro-te irmão.

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

claro amiga..ja te o dou

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

brigada katie....es ua querida

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

hehe gabriela..talvez um diaa

Mary disse...

Cada vez que aqui venho, fico absolutamente sem palavras, para te dizer. Esta fenomenal. Consegues exprimir-te tão bem.

ahahahah, o meu cabelo é encaracolado (por isso é que escrevi aquilo). Pessoalmente, gosto mais de cabelo liso, mas são gostos.

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

amiga mary...nao quero que fiques sem palaras se nao nao me das comentarios...

ainda bem que gostas te.....

Mary disse...

ahaha, não te preocupes que eu mesmo sem palavras, comento.
És, és.

|| Né # disse...

Gostei :)
Crónica fantástica, mais uma vez :)

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

brigada neee

jo disse...

obrigada por tudo, (:

Rita da Maçaroca disse...

Bem Iuri está... como o costume! Espectacular!
Foi como se tivesse sentido cada passo teu durante esta tua viagem. Também sou de me aventurar pelo meu (pequeno) Mundo de mochila às costas e com a música a acompanhar-me. É realemente reconfortante e por vezes a única coisa que faz as lágrimas e sofrimentos desaparecerem....

Fico à espera pelo #3 :D
Ansiosamente!

Beijinho mano*

^rp disse...

Epah ademiro o teu talento para escrever! ;)
Tá 5*, o que nao é para surpreender, dado o facto que está sempre! XD
Bjx!

LoReNa PiNtO disse...

hehe, Bem legal :D

Vou volta sempree

;*

Eliete disse...

Este teu cantinho transmite uma calma tão gostosa :)
*

^rp disse...

Nada, nao é perciso dizeres nada! Como tu dizes, "comentem..é de borla!!!" sou meia forreta, gosto de aproveitar as promoçoes...XD, agora a falar asserio, o que digo é sincero! ;)

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

brigada eliete

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

rp..so tu memso

Eliete disse...

Não tenho tido muito tempo :x

Isa disse...

o meu maior abrigo, agora, são as tuas palavras.

amigo poeta, adoro-te ! :)

Ca Delicious disse...

Obg pela visita.
Que bom é ler-te (:

L.A disse...

Como era bom se a vida fosse sempre assim, numa complexidade tão simples, tão honesta e tão descomplicada, que a podessemos sentir plena numa só respiração.
:D
Abraços

Luh* disse...

Sim, axo seu blog super legal..
amei esse texto!

e desculpe tá te respondendo só hj, vi o comentário agora, enfim respondendo sou eu sim na foto ( confere mais no orkut.. kkkk)
pq tá feia a foto?

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

brigada la

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

sim luh a foto esta giraa

Isa disse...

és o poeta, tu !
não so gostei do teu texto, como senti e guardei cada palavra :)
és uma enorme pessoa, isso sente-se *

vera disse...

resposta ao comentário que fizeste neste post: http://historiasobremim.blogspot.com/2009/11/conto-inacabado.html#comments (é que não consigo comentar com aquele blog, só com o meu)
fui eu que escrevi :D não foi com o objectivo de ficar bonito, foi só mesmo para desabafar mas fico contente que tenhas gostado ^^'

eu li o teu texto e digo-te já que adorei :D estive a ler alguns comentários, e também concordo que a sandra seja uma mulher de sorte :P e achei o texto único..porque nem todos os homens conseguem descrever o amor como tu o descreveste no texto. eu gostei mesmo! :)

Carolina disse...

Que lindo pocha *.* e um blog fantastico!

Vou seguir :D
Beijinho*

Ângela Sofia disse...

muito obrigada 8DD
escreves mesmo bem :o

*.*

Marz disse...

Beem.. Que cantinho amoroso tu aqui tens! Muito bem cuidado e rico em palavras cheias de sentimento. Obrigada pela vistinha no meu. Beijinhos.

simplesmente eu disse...

Ola Iuri,nas estas por aqui hoje?

Girl in the Clouds disse...

Partihas as tuas viagens de uma forma fantástica!! Kiss

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

isa..es tu a aminha poeta..tu percebes nao é?

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

vera.. brigada

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

carolina...brigada:P

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

angela...:)

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

marz..é o meu cantinho de paz

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

girl..eu acho que viajo de mais

Rita da Maçaroca disse...

Sim, é a pessoa de quem falamos Iúri...

Somos cópias diz lá :)

Beijinho

Dimdim disse...

Sabes... Um dia ainda sonho passar por todas essas experiencias e sair pelo mundo fora livre =) Um beijo*

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

foraça dim dim

Girl in the Clouds disse...

Achas que viajas demais, pois eu não sei!! Não gosto de julgar as pessoas nesse aspecto cada um é livre!! Mas, escreves bem, descreves as viagens com uma escrita que vai criando cenários visuais!!

vera disse...

virei sempre que puder! :D
e obrigadoo*

Carolina disse...

Acredita que sim *.* ... sabes acho que é quase impossivel nao se ter medo de nada... mas o medo que esta pessoa sente é tao "estupido"... e magoa.o tanto :S
Mas tudo vai ficar bem... obrigado :D

biazinha ~ disse...

Gostei :D

Anariely ' disse...

Também gosto imenso do teu..

Grandes palavras, ham?!

Beijinho ;)

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

verinha...brigada

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

ainda bbem carolina

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

bia brigada aprarece

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

bia brigada aprarece

♥ Dreamer disse...

Muito obrigada (:

Felizmente essa fase já passou.... (:


Adorei os teus textos. Escreves com tanto sentimento, tanta sinceridade e tens uma forma de ver o mundo tão positiva e genuína... Adorei, simplesmente :')

Isa disse...

meu poeta ! nunca largues esse pincél com que nos brindas quadros de palavras fantásticos.
Um beijo para ti

Mysterious Girl disse...

Pareces Alberto Caeiro em harmonia com o que o rodeia! =')

Gosto mto dos teus textos! Beijinho`*

Baby disse...

Só uma correcção... O vento sentiu-te sim , pois ele sabe bem quem és ...