Ora hoje são...

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo

Pesquisar neste blogue

terça-feira, 15 de junho de 2010

Variações de um Rebelde #13 Velho para Sempre

Sim, é ali que tudo começa. Uma semente, um jardim, um feto, um Ser. Um Ser regado com alma e depois atirado para o Jardim Mundo. Quando pensei que tudo desabaria, comecei a sorrir e a palrrear, quando pensei que não passaria dali, os meus passos foram mais fortes que me fizeram caminhar para um passo futuro. Quando pensei que o céu seria o limite, as palavras conseguiram ser ouvidas em Marte. Quando fechei os olhos e pensei que fosse o fim, houve Alguém que me empurrou para a superfície e me disse:
Estás a Salvo
O meu rosto ficou de tempos a tempos queimado de toda a energia solar e temperatura que se fizera sentir naquele caminho.
E se o Sol fosse Deus?
Com o tempo, mais queimado fui ficando, e juntamente comigo, foram os relógios do tempo, as páginas, as minhas mãos abriram calos trémulos e dolorosos, os meus cabelos secaram e foram quase cinzas ao vento, as minhas pernas foram raízes secas e doridas do tic-tac do relógio da Vida.
Com o tempo os olhos foram vidro brilhante e cada vez mais poço sem fundo. Os meus dentes foram ficando marfim imortalizado e cintilante. Cada ruga do meu corpo gritou uma história de Felicidade, Tristeza, Positividade, Angústia...todas elas formam um puzzle chamado Eu.
A Natureza traiu-me com um veneno essencial e saboroso da vida...
O Ar, Água, Fogo, Terra...
Obrigou-me a  acartar com os seus maravilhosos feitos como chagas.
Tic-Tac
O tempo passa e o corpo deixa de funcionar, a visão fica fraca, o sorriso amarelo, a cara encarcerada, as mãos desfeitas....A Alma....

A Alma...Rica, Reluzente, Radiante, Maravilhosa, Majestosa e Verdadeira...
A Alma...Exuberante e com Páginas para todo o Mundo Ler...

Um dia, a Natureza vai -me chamar, e nem eu nem ninguém irá fugir ao seu chamamento. Sem medos vou-me atirar de costas para ela e fazer parte dela. Vou ser o que ela bem entender.
Um campo, um pedaço de céu, um oásis ou ate mesmo uma Utopia.
Não será um fim tenho a certeza, pois nada acaba, tudo se transforma. 


"Consegues ver aquela luz ali? É nela que tens que caminhar. E mesmo que sintas as sombras dos vales  e montes a rondarem-te, não temas. pois a Luz é a tua Orientação" -Iúri Oliveira

6 comentários:

» sereia, da flor branca e lilás « disse...

Brutal, GOSTEI !!!

Iúri Zúluri Revel Regueiro disse...

aind abem amiga

Rita Pragana disse...

Bastante original, parabéns! (:
Gosto da tua maneira de escrever; continua. <3

Sara S. disse...

São palavras doces de ler, que fluem livremente. Gostei tanto que deverá ser um acto para repetir, com certeza.
E não cheguei a agradecer atempadamente a visita ao meu blogue, mas faço-o agora: um sincero muito obrigado.
Cá voltarei.
Bjs

Iúri Zúluri Revel Regueiro disse...

brigada rita...volta mais vezes

Iúri Zúluri Revel Regueiro disse...

ok sara estaremos ca