Ora hoje são...

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo

Pesquisar neste blogue

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Variações de um Rebelde #22 Em busca da Paz...


Não existe coisa mais triste que não ter Paz. Um sítio onde puder sentar e apreciar a pela perna e cabelos exóticos que cobrem a calçada num final de tarde onde o sol nos goza e nos conforma.
Puder amar e ser sonhador...Sim ser sonhador e transfigurar o real. Tenho sede da minha loucura de viajar, ensinar, e contar tempos partidos ao som das belas teclas pretas e brancas a riscarem-me o sorriso de Jazz. As vibrações rezam ao meu ouvido um novo segredo...Dizem-me que vou ter de viver com isto...viver com a desconfiança do dar a mão. O viver para Viver e Dar...
Os olhos dos homens que me olham de lado tornam-se tão pesados que por vezes tenho receio...Agradeço àqueles arrepios que por vezes vêm-me à flor da pele e me fazem rir e seguir sem medos. Poder sonhar acordado e assobiar como uma andorinha é uma dádiva que agradeço todos os dias...
Esquilo num canto de uma árvore à espera de uma simples bolota fresca e água pura...
Borboleta no ombro e Júpiter a gritar sobre a minha cabeça...
Quero ser alguém para dar a mão sem me olharem de lado e julgarem as minhas acções...
Quem me dera ser Sol e raiar todos os dias...
Mas quando vem a Bossa...diz-me que a vida é mesmo assim, com um sabor curto e pequeno de uma laranjada bebida pela palhinha rota...
Não queria nunca chorar de tristeza, pois isso mata-me um pouco todos os dias....
Mas tenho de sofrer e chorar...
Tenho que querer...
Tenho que te perder...
Tem que ser tudo isto triste? Não sei mas que nos dias de chuva e cinzentos aqueles cabelos loiros com nozes e iogurte me fazem babar lá isso fazem...
A minha alma não descansa nem faz nem desfaz...
Sofro com uma cruz cheia de farpas e bem pesada nas minhas costas...
Conformo-me apenas com umas mãos calejadas e sorrisos de crianças e pessoas, que me alimentam o ego e mexem comigo como o balançar sincopada do Bémbé.
***

Lá vem a dor de cabeça e a tristeza outra vez, com a companhia de uma nuvem cinzenta para me embater na cabeça. 
Sou sim sonhador, muito...
Choro...
Rezo...
Apaziguo...
Quero...
Viajo...
Sofro...
Tenho que querer tudo, para puder dar o valor ao nada que não quero....
Estranho não é?
Tenho tantos amores que é difícil dar atenção a todos, e esses amores não sabem disso...e espero que não leiam as minhas palavras de desabafo..
Fui tantas vezes morrer àquelas imagens e letras, cadernos, praias e caminhos...lembrar os meus velhos tempos de garoto insaciável por ver e conhecer...mas sim muito mais tocar....
Hoje quero-te e sofro contigo...quando me tocas e eu te toco...
Hoje, ontem e a manhã vou sofrer por dar a mão e ser mal interpretado...
Hoje vou ser diferente e virar as costas ao Mundo!? 
Mas quando olho sinto-me cobarde...Pois Júpiter é bem mais tempestoso e maior...Não tem água nem ar...
Ando numa corrida invejável e cansativa em busca de justiça...de saco e vara na mão
Quero viver e dar....não te quero a ti nem a tua ajuda...
Mas antes disso deixa-me morrer um pouco até amanha na minha paz de espírito que hoje não me deixaram ter....
A Gravidade hoje foi tanta que andava de queixo baixo e bem de marreco...O céu molhou-me de forma diferente e nem os ecos dos overdubs me animaram!
Quero Viver, sim? Não me amarrem nem me levem para a ilha que todos têm medo, pois lá o tempo passa mais rápido....
Não quero ir nem hoje nem amanhã nem nunca...quero ficar aqui a ser atraído pelas pernas da Lua e pelo seu olhar que me faz de 15 em 15 dias....um olhar cheio e atraente que me faz cometer as minhas pequenas traições...
A viajem não para e o tempo esgota-se...
Quero amanhã morrer num sítio bem isolado, apenas com o mar e o meu jasmim ao lado, na sua barriga..e com as mão dela na minha cabeça a enrolar-me o cabelo.
Hoje estou tão cansado que até as raízes que tenho agarradas no cabelo me pesam...
Hoje queria agarrar num escadote e subir ao sol e sentar-me bem aconchegado, pois o meu quarto é muito frio e não tenho cobertores suficientes para me aquecer...
Sim subir ao Sol e nunca mais olhar para este mundo...
Um Mundo cheio de tesouros que caem sempre em mãos erradas...
E tu? ela e ele? Eu e nós?
Os vales são longe mas chego lá...vou sair daqui....
***
Não existe coisa mais triste que não ter Paz...
Não existe coisa mais triste que não ter Paz...
Não existe coisa mais triste que não ter Paz...
Não existe coisa mais triste que não ter Paz...
Não existe coisa mais triste que não ter Paz....
La la la la la la la la la la la la.....


5 comentários:

dear sarah disse...

Todos nós precisamos de paz!

venha sim ao Brasil, será muito bem recebido, bjs

tua pequena disse...

obrigado:)

Cláudia F. disse...

Não existe coisa melhor do que ler o que escreves, é onde encontro a minha PAZ.....kiss kiss :)

carina disse...

muito obrigada *
adoro o teu :)

Lou disse...

A paz é o bem mais essencial da vida, não dá para viver sem ela!

Adorei o teu blog, já estou a seguir-te!