Ora hoje são...

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo

Pesquisar neste blogue

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

A minha viajem no barco de papel...Capítulo II


E foi com o vento que eu acordei naquela manhã.
Um vento forte e frio, um vento de más notícias, um vento zangado.
agarrei me fortemente ao meu barquinho de papel e fechei os olhos...a força era tanta que nem via o que se passava à minha volta.
O medo estava instalado em mim, o desespero...
Com o vento, o mar revoltou-se...eram duas das quatro forças da Natureza em comunhão. Duas das quatro forças da Natureza que eu outrora escrevi lindas Odes e que de tanto falei...a virarem-se uma contra a outra...o som das duas era algo jamais descrito, algo sem palavras..o roncar do Vento contra o Mar era algo irreal.
Jamais pensaria em sobreviver àquele pesadelo até dar à costa de uma enorme ilha. Uma ilha que à primeira vista estava desabitada. Tinha verde das árvores, o castanho da areia, o preto da rocha, o azul do céu.
Era um autêntico paraíso. Puxei o barco para dentro da ilha e guardei-o ao pé de duas palmeiras que lá estavam ao pé.
Senti-me convidado a entrar e a explorar esta maravilhosa paisagem...
Pássaros, animais exóticos, assobios, enormes árvores, flores, fruta, era tudo belo e explendido.
Fui caminhando, caminhando até que chego ao topo de um vale e olho para baixo e vejo...
sete rios divergindo de um só grande rio vindo dum cume de uma montanha que nem eu vira bem...
A paisagem era linda...mas algo naquele cume me chamara a atenção. Estava repleto de nevoeiro e á gua a vir de lá era algo digno de se ver...Caminhei...
Não sei ao certo o tempo que levei até lá mas deu tempo para me inspirar em todas aquelas cores, apreciar o sabor de todas aquelas frutas...o barulho das minhas passadas, o raspar das folhas umas com as outras...tudo era digno de se ver...
De repente, vira um caminho, um caminho feito por alguém...
"Não estou sozinho nesta ilha"
Foi o que disse para mim, mas segui caminho por montanha acima...
Á medida que ia subindo a cor ia-se perdendo, o som ia-se dispersando, o verde deixara de aparecer, apenas rocha e mais rocha era o que se via. O caudal do rio à medida que ia subindo ia focando cada vez mais pequeno...
"estranho"
Pensei eu...quando cheguei ao topo, deparo-me com esta visão...


Uma rapariga com os seus 20 anos, sentada, com apenas uma pequena vestimenta de tecido a tapar o peito e as pernas. cabelo despenteada, branca, triste e suas lágrimas eram tantas qeu provocaram tal rio qu eeu vira pela ilha...
Por instantes pensava que estava a sonhar...mas não...era mesmo algo muito frio e triste que estava à minha frente. Ela não deu por eu chegar, mas eu também não tive pressas...fiquei mais uns segundos a observar...
Dei uns passos para a frente e sem ela dar por nada sentei-me ao lado dela...
ela agarrou-me no braço e olhou-me nos olhos....o arrepio e o susto foram tantos...que parei de respirar...eu vi arrependimento, eu vi pecado, eu vi inveja naquele olhar, castigo, secura, a energia foi tanta que eu comecei a verter lágrimas com ela, juntando as minhas aquele rio que por naquela ilha passava.
Ao tocar-me eu senti o que ela estava a pensar...parece que ela me transmitira a sua história...na minha mente eu ovira a voz dela dizendo:

"É o meu castigo! Eu sempre gostei muito da minha irmã éramos as duas como unha e carne. Mas não sei porque os animais gostavam mais dela do que de mim, todos os navegadores que passaram por aqui gostavam mais dela do que de mim, as cartas que chegavam em garrafas eram a a rapariga loira e não para a morena, a sua agricultura dava sempre alimento e a minha não. Porquê?
Disse um dia para ela que estava doente, e que precisava de uma pétala de flor que estava no outro lado da ilha numa gruta. eu sabia que essa gruta todos os que lá entravam nunca mais saiam...por isso é que a mandei lá. Passado sete dias e sete noites ela nunca mais aparecera. Era assim eu, a mais bonita da ilha, iria ter todos os privilégios que ela teve, os namorados, as flores, o alimento...até que
Deus um dia perguntou-me:
Onde está a tua irmã? e eu respondi que não sabia!
voltou a questionar-me
Onde está a tua irmã?
De repente um vazio me envenenou o sangue...meu coração parou..e Deus disse:

"O resultado da multiplicação de sete vezes a idade da tua irmã será o número de dias que ficarás aqui nesta ilha a chorar. Tuas lágrimas serão a água dos animais e o alimento das plantas. Serás o alimento dos campos que a tua irmã plantou e os teus iram morrer. Serás a Vida desta ilha até o teu castigo acabar, e quando acabar a ilha desaparecerá contigo."

Depois de ter ouvido o ecoar desta historia na minha cabeça...fiquei sem gota de sangue no meu corpo, naquele momento nem o meu nome sabia...naquele momento nada senti.
Levantei-me suavemente e comecei a andar para trás...desci a montanha..já se fazia noite...não me lembro sequer de pestanejar até chegar ao barco, não me lembro de respirar. Antes de entrar no barco, agarrei numa pequena garrafa vazia que estava na areia e levei-a comigo..entrei no barco e segui rumo ao meu incógnito destino...no caminho, agarrei no lápis e na garrafa e lancei ao mar a seguinte mensagem:

"O Mundo foi feito para ser partilhado. Partilhar o Amor e Carinho. Posso dizer que somos todos pequenos milagres de que Deus, pequenas peças de puzzle da Natureza em que estando todos em sintonia somos assim um MILAGRE DE DEUS. A verdade é que toda a guerra e conflitos de hoje em dia está gerada apenas pela inveja que o Homem. A inveja que o Homem tem uns pelos outros, a competitividade...se eu disser que todos os problemas que há no Mundo são gerados pelo Amor, não estou a mentir. São gerados pela inveja que as pessoas tem ao verem Amor num lado e no lado nelas não. O Amor tem de ser criado, cultivado, desde o simples sorriso de manhã até ao nossos Pai e Mãe...
O Amor é o caminho mais certo da vida...só é pena alguns seguirem o caminho errado"


E segui a minha viajem...
(continua)

57 comentários:

Rosie Dunne disse...

e logo de seguida começarão muitas outras....

Patrícia disse...

Olá! obrigado pela visita ao meu cantinho. Adorei este texto. Está espectacular. Escreves muito bem.

Rita da Maçaroca disse...

Só tive oportunidade de ler agora a continuação. :) Está espectacular... Todos somos um pouco assim em determinadas situações, o nosso ser assim o exige pois somos fruto daquilo que a sociedade nos faz... Pode nao ser a escolha que faremos, mas sim a primeira a surgir no pensamento. A inveja é dos sentimentos que mais me repugnam. Deixam-me desconfortável... Por isso, aprendi muitas vezes a ver o reverso da medalha, dar o beneficio da duvida, aprender com quem me dá o saber e nao me limita. Tudo o que fazemos no hoje terá repercussoes no amanha e se nao medimos as nossas palavras e acçoes, seremos castigados... A energia negativa irá assombrar-nos e iremos cair na sua própria armadilha...

Adoro estas reflexoes dos barquinhos :D

AHAHAHAHA és nada?! Estás a gozar? 8D

Beijinho^^

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

rosie..muitas e muitas mais estarao para vir

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

obrigado patricia...es sempre bem vinda

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

hehe rita...os barquinho foi so algo para distrair..ou nao talvezz tenha o seu significado...quem sabe:P

Rita da Maçaroca disse...

Que distrair qual carapuça! Foi para nao fazeres a viagem a nado :P

Opah és mesmo igualzinho xD espectáculo! TEnho te no meu blog! UHUHUHUHUHUH :D

(Logo se tiver tempo, posto qalqer coisinha... com substancia vá)
Beijinho*

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

sim rita a nado..era...mais complicado..sim posta algo com substancia porque o teu blog é horrivel..ahaha tou a brincar

boas escritas e boas palavras..

bj e belinhas na testa

Mary disse...

sim, talvez o problema seja pensar demasiado, mas pronto, deixa lá...

A continuação do texto do barquinho de papel, está incrivel, adorei +.+ a serio.

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

mary..

muito obrigado por acompanhares...talvez continue ou nao..nao sei

Susaninha disse...

CLARO QUE O PROBLEMA É PENSAR MUITO...
Escreves mesmo bemmmm:)
Gosto da palavra PARTILHA:)
Espero que partilhemos muitas opinioes:):)
ÉS UM ZULU A MANEIRA,AHAHAHH:):)
SUUUUUUrrisinhos:)

Mary disse...

Podias e devias continuar:)

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

hehe vamos ver amiga...

vamos ver como mar e o vento se portam

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

é susaninha claro qeu simm...hehe

tas a vontade
manda dicas

beatrizbranco disse...

Tens toda a razão.

beatrizbranco

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

razão eu...?
foi apenas uma transformação de tudo aquilo que eu vejo com os meus olhos todos os dias..

nada mais amiga..

obrigada pela visita e tas sempre convidada a vir ca

^rp disse...

Sim senhores, gostei ;)!
Tens muito geito!
Quanto ao teu comment, nao foste maxista!
Bjx! Fica bem!
Blog muito fixe. XD

Eliete disse...

Obrigada pela força :)
Normalmente faço tudo com a alma, mas nem sempre é fácil.

Rosie Dunne disse...

gostei sim :)

katie. disse...

Bonito texto, Iúri.. sempre que venho ao teu blog saio daqui em estado zen... pela música, pela tranquilidade que pões nas palavras...
este blog transpira boas vibrações :)
beijinhos

Mariana Andrade. disse...

pra te ser sincera, é coisa rara eu ler um texto desse tamanho do começo ao fim. mas li o teu, pois contos me fascinam, principalmente os com moral. tua escrita é bela, e toda a construção do teu texto levou a um final emocionante.
lindo! de verdade.

seguindo ;*

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

mariana andrade
obriggado amiga...espero que continues a visitar o meu blog e te sintas bem...acho qeu a historia do barquinho vai continuar...bj e sorrisos..Jah bless

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

katie..
ainda bem que te sentes bem....
é esse o objectivo deste blog..consciencializar as pessoas para o Amor e Paz...
Boas energias..estara sempre aberto e vem ca sempre visitar...o menina estara a navegar pelo barco

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

amiga eliete..nem tudo na vida é facil..se fosse talvez se chama se jogo de berlinde né?
concentracção é ecenssial e nao esquercer que a Natureza nos rodeia..a Natureza está em nos..não para...é Vida...e a vida é como o sangue..tem um percurso e ciclo...é como a musica...vibra e faz nos dançar...isso é Vida

espero ter te ajudado amiguita...continua a visitar o pavilhao..
o barquinho vai ter mais historias para contar

Mary disse...

obrigada :) Então o texto vai ou não continuar?

Sandra Ribeiro disse...

Seu espaço é lindíssimo, me encantou...adorei navegar no seu barco...

Pickinhaz disse...

Quem sabe nao esta mesmo.
Gostei muito do teu blog. tem algo unico nele.

Estou a ver que partilhamos gostos pela musica.

beijo, catia

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

querida mary...bem...depende dos ventos e mares...mas acho que sim:P

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

sandra...ainda bem....talvez oproximo capitulo seja levar passageiros comigo não é?

obrigado pelo elogio..passe ca mais vezes...bjbj

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

pickinhaz

hehe brigada...

se quiseres mando te a musica...bjbj

# Gabriela disse...

achei tão cómico e tão apoiante o teu comentário :] ; obrigada :)
podes sim, eu farei o mesmo, ihih.
e acordei melhor hoje, mais aliviada.

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

ahaha amiga..ainda bem fico mais contente..obrigado por seres a minha caminhante

acordaste melhor?
boa..
sabes ...a vida é como um limão...

temos de lhe encontrar o verdadeiro sabor...

Rita da Maçaroca disse...

Fogo Iúri desculpa lá mas essa metafora do limão matou-me toda :D

Tu és demais, mesmo! Fico mesmo contente que me tenhas encontrado aqui na Blogosfera :)

Continua a história do barquinho e leva-nos a todos contigo... Ia ser alta viagem!

É verdade sim, nem sempre a vida possibilita mas dou o meu maximo para me manter fiel aquilo que sou e nao ao que querem que eu seja **

Beijinho :)

# Gabriela disse...

excelente comparação :D

Mary disse...

Sim, claro que gostei e não fui a unica 8D Ainda bem que tem continuação... ficamos a espera :p

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

hehe ritita....sim rita..a viagem espero que seja optima...
e nao precisas de bagagem..as palavras, sorrisos paz e amor e boas vibrações é o que levo comigo ,...não nos bolsos mas sim no caração...hehe
ainda bem que gostas te amiga:)

A vida espeta te e tu não sentes dor:)

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

gabriela..e rita...

a relação..Vida limao...para muitos é amarga..tenho pena pois não encontraram o verdadeiro sabor..quando encontraem vai ser tão bom saborear...e adicionar-lhe mais coisas...cada vez melhor

jo disse...

O destino é muitas vezes traiçoeiro...


beijinho , obrigada e Hakuna Matata

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

ok mary:)

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

JO JO

não é nao ...

sabes amiga..aprendi uma coisa ao longo da vida...

quando a vida nos tira algo..não é para nos deixar triste nem sem vontade de viver...

é sim para nos dar algo melhor..

a unica coisa traiçoeira somo snós proprios..pois temos a mania que nos é que saabemos...e esquecemo-nos de seguir a groove da Vida e destino...

# Gabriela disse...

concordo com o lúri, jo <3.

- gostei imenso do "abre olhos", graças a Deus que eu os abro com os meus erros, há realmente quem os feche, e volte a fechar sucessivamente.

jo disse...

Mas prega-nos partidas, MUITAS!

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

la esta amiga..na vida existeuma serie de coisas esssenciais...que deves sempre ter em conta

Deus, Tu, Familia (amigos)

isto é uma cadeia de coisas que deves sempre ter em conta

pois Deus(naturezza, moleculas, o que quer que acredites vou lhe dar o nome de Deus), é a mistica e a inspiração e ar de nos todos, ao repirares o ar...(TU), tornas te vida...e vives e preocupas te contigo...ao respirarers bem o ar e sentireste bem contigo e estares bem..consegues ajudar a familia(amigos e outros)...
ha pessoas que je ame chamaram egoista por pensar assim..mas eu sinceramente se nao tiver bem comigo nao consigo ajudar o meu vizinho...
logo tenho que receber as inspirações de Deus e toda a mistica que ta a minha volta...

nunca deixes que te fechem os olhos..e bom sentirmos amor..e paixão e loucura..mas ha algo que fala e te diz para pores umpe atras ou para teres cuidado..da valor a essa vozinha e vais ver que tudo se torna mais saboroso e quente..a vida dá-nos sinais e instintos..é bom tomar-mos atenção a essas coisas...espero ter ajudado amiga:P

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

JOJO..NÃO PENSES ASSIMM

simplesmente não ns deu aquilo que nós pensavams que era melhor para nos

jo disse...

Talvez Iúri, talvez (:

incógnita disse...

Gostei do blog por isso segui-o lol

M.sunshine disse...

acabei de encontrar a minha alma virtual preferida. não há nada neste espaço que não goste. está fenomenál!
em relação ao post de "falhei", foi um desabafo. admiti que falhei para melhorar, é assim que funciono. quando as coisas estão mal tendo em tentar melhora-lhas. é uma das minhas filosofias. muitas das outras [filosofias] estão também aqui descritas. acredito igualmente que cada dia é unico, cada dia é éspecial e cada dia mereçe ser saboreado.
a tua áfrica? sou uma apaixonada por África. tens que me explicar isso se não te importas.
sorrir é mesmo das melhores coisas do mundo. muito bom, muito bom!

sem me demorar mais, realço mais uma vez que adorei este blog e como é óbvio vou segui-lo. espero em pulgas para a continuação do texto.

beijinhos verdes. :)

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

ai jo jo..que lindo esse teu blog:)

aserio encara as coisas de forma leve
HAKUNA MATATA

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

incognita ok..
espero que venhas ca muitas vezes e gostes do ambiente..
bj

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

a sunshine..brigada nem sei oque dizer...hehe
talvez a continuação seja agarrar em todoas as pessoas que eu amo e colocar no barco:P ate ir ao fundo e morremos todos felizes:P
ahaha

em relação a africa..humm

se leres o inicio do meu blog...ta la umas coisitas que vais gostar

Eliete disse...

Ó, gosto mesmo do que me dizes :)
Obrigada.
As fotos não estão nada de mais.

Um beijinho

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

claro que estao amiga..se na tivesse nao tava a dizer ne?

espero qeu tenhas gostado do blog:P
bjbj

jo disse...

é isso que ando a tentar fazer, mas nem sempre é possivel caro amigo.

hakuna matata, sempre.

Eliete disse...

Sim, tens razão :D

Adorei +.+

Beijinho

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

bem nem sei como descrever esse teu sorriso..mas mito bom mesm...e atençao ...eu sei que é dificil mas não é impossivel....
antigamente a terra era plana, aos olhos de grandes pesoas...
e asogra dmaos a volta ao mundo...

certo...tudo é possivel amiga tudo

jo disse...

tudo mesmo Iúri, tudo mesmo :')


HM :D

Hyndra disse...

Oi! Gostei do ambiente do teu blogue. Música bacana...adoro!

Bom...obrigada por te ofereceres para me ajudar lá com o meu problemita com o word,, mas eu acabei por conseguir.