Ora hoje são...

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo

Pesquisar neste blogue

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Um Mundo melhor..

Calado e silenciosamente louco, ali estava ele sentado num banco à  beira do rio que calmamente passava naquela terra de confusão, barulho, poluição, falsidade e podridão. O trânsito por trás dele era caótico. O lixo no caixote do lixo ao seu lado estava no limite. O pobre homem que estava a pedir esmola no banco ao lado, já estava mais morto que vivo.
Era final do dia e o frio era intenso, nada incomodava esta alma. Apenas uma capa preta cobria o seu corpo negro fino, seco e descalço. Seu olhara não focara o rio, nem a água que corria nem nada do que se passava ali. Focava algo para além do horizonte...
Não havia pestanejar naquele olhar, não havia reacção com alguma coisa que pudesse estar ali. Era como uma estátua. O frio apertava, e as poucas pessoas que olhavam para ele, olhavam com um olhar de nojo, olhar estranho, desconfiado e riam-se do pequeno e sujo pedaço de cartão que ele tinha a seus pés com a seguinte mensagem:
"Sê aquilo que procuras nos outros"
Naquela mesma noite, uma grande festa de música electrónica ia acontecer mesmo ao atravessar a estrada que estava por detrás deste sujeito. Sua alma e seu corpo permanecera surdo, mudo e estático.
O inferno começou

Música diabólica, e o ambiente propícios para a transformação do ser humano. A multidão estava eufórica. O álcool era o sangue que corria nas veias daquele publico. A droga envenenava suas mentes. As luzes eram dum cenário aterrador. De repente algo passou por aquelas pessoas todas. Algo de loucura eufórica. A violência começara... O publico levantava e abalroava os carros que estavam mais perto da zona, partiam montras de lojas, Os homens agarravam as mulheres pelos cabelos e violavam-nas no próprio local como se nada se passa-se. Outras mulheres rasgavam suas roupas de tanta loucura, deixavam seus corpos completamente nus, prontos a serem devorados por um número de homens que elas conseguissem aguentar. O público estava em trance, com um sorriso na cara e cada vez com um olhar mais diabólico. Cuspiam-se uns nos outros, praguejavam uns com os outros, batiam-se uns aos outros o prazer da destruição e infinita loucura reinava naquele massivo.
De repente a policia chega ao local com ordem para "varrer", todo o ser que tivesse a criar problemas...
A música estava tão alta que não se ouvia o ladrar dos cães da policia, que entrava pela multidão a dentro. Chicotadas, bastonadas...da maior violência que pudesse haver, quer em rapazes e raparigas...era tudo corrido à brutalidade. A festa estava caótica, do pior cenário, o Dj continuava a passar musica cada vez mais diabólica. Estava instalada a desordem...
A alma, sentada na sua quietude assistira a tudo o que se passara sem reagir à mínima coisa que se passava. Jovens loucos que passavam por ele cuspiam-lhe na cara, batiam-lhe, chamavam-lhe nomes, gozavam com ele, vazavam-lhe álcool pelo corpo..nada o fazia mover dali, nenhuma palavra lhe fora arrancada da boca, não houve um pestanejar, não houve uma mudança de feição, não houve um mínimo de sensibilidade.
A polícia que passara ali olhava para ele, seus cães ladrava de raiva..nada mas mesmo nada o movia.

A festa encerrou de manhã. Corpos podres de droga estavam encostados a todo o objecto que pudesse estar na vertical., outros deitados no chão e passeios como se fossem camas. Já estava praticamente tudo controlado, mas o cenário era o maior terror.
O ser, molhado, cuspido e sujo, não se movera nem por nada.
Porém, algo aconteceu...
Sua cabeça olhou para baixo e este fechou os olhos. Um pequeno colibri pousara no seu ombro e ali ficara a fazer-lhe companhia.
Uma lágrima caiu-lhe do olho do homem e assim ficou.
Durante o dia, os jovens ainda a cambalear levantaram-se, foram deixando as ruas mais limpas sem os seus corpos nus, sujos, transpirados e consumidos pela droga.
No final do dia, uma menina, com os seus 8 anos, sentou-se ao lado do homem que continuara na mesma posição, enquanto os pais dela falavam no banco ao lado.
Ela olhou para ele e perguntou:

"Quem és tu?"
O homem, voltou a levantar a cabeça e fixando outra vez o para além do infinito, respondeu com uma voz grave, seca e leve:

Eu sou Deus! E tu?
Menina-Eu sou a Inês. Porque estás assim todo sujo, descalço e apenas com essa capa? Quem te fez mal? Se és Deus, porque não castigas-te as pessoas que te fizeram isso?

O homem, apontou para o horizonte lentamente e respondeu:

Deus-Sabes Inês, vou-te contar uma história

"Deus não castiga, Observa. Apeteceu ontem vir cá abaixo ao mundo das pessoas. Pessoas como tu Inês. E fiquei muito triste! Vi tanta coisa má que pessoas mais crescidas que tu fazem umas com as outras. Sabes Inês, quando os pássaros estão nos ovos, as mães dão-lhe calor com os seus corpos até os passarinhos saírem dos ovos percebes? Quando os pequenos pássaros nascem, as mães e os pais têm de alimentar boca a boca os pequenos pássaros, pois eles ainda não conseguem. Os pequenos pássaros são sempre ensinados a seguir os bons ventos, voar de dia e descansar à noite, irem sempre para os lugares quentes nas estações do ano e não as frias. Mas quando os pássaros ganham asas nem todos fazem o que lhes foi ensinado. Percebes Inês? "

Inês-Sim! E depois vão por maus ventos não é?
Deus- Sim!
Inês- Hum! e o que é que esse cartaz quer dizer?
Deus- o cartaz diz: "Sê aquilo que procuras nos outros".
Inês-Ah, olha Deus, os meus pais sempre me ensinaram a procurar a bondade e a verdade. Se tu realmente és Deus, posso procurar isso em ti?
Deus- Inês, depois do que vi esta noite pensei que todas as minhas sementes que eu enviei par a Terra estavam envenenadas. Mas agora com essa pergunta deste me esperança.

Um pequeno sorriso surgiu na cara destes dois seres. e Deus disse:

"Inês, tu representas a verdade. O pequeno desabrochar da flor colorida. Representas a verdade como este céu ser azul.
Agora estou contente pois to és o meu olho esquerdo e eu o teu direito. Portanto não será loucura lutar...Nós Somos Um.
Em ti não depositarei os Meus erros, em ti vejo um terramoto de vida, o Poder de seres Vida...outra vez"

Nisto a Inês olhou para o horizonte e assim permaneceu e quando voltou a olhar para o lado o que restara do homem era o cartaz.
Passados anos a Inês foi crescendo...esta conversa permanecera-lhe na cabeça.
Um dia ela regressou ao local e estava lá um mendigo. Sujo, Feio triste e sozinho...com um cartão a seus pés que dizia:

"Um Mundo Melhor" 
Inês sentou-se a seu lado e o pobre velho olhou para ela e perguntou:
-Não tens medo de estar ao pé dum velho sujo e imundo como eu? Só queria um pouco de Paz e Amor no Mundo.
Inês de forma sábia e com o mesmo olhar para o horizonte que fizera quando tinha 8 anos, respondeu:
-Não tenho medo....Nunca me assusto, as preocupações foram lavadas...tu és olho esquerdo e eu o direito, não será loucura lutarmos. Nós somos um!


"E ali ficaram..."

52 comentários:

Zi disse...

;D é mais que amor é mais que amizade. e é mesmo muito sincero, ainda bem que consegui passar a mensagem :)

Rainbow disse...

Obrigada pelas visitas e comentários ! ;)
Tento retribuir e passar por cá sempre que posso...

Rita da Maçaroca disse...

Gostei muito :) Está realmente tocante. Se as pessoas pensassem por vezes nos limites e nos caminhos que seguem pela vida fora, talvez o mundo nao estivesse tao desgovernado e tresloucado como agora. Tudo serve de pretexto para implicar e cuspir no rosto do outro. Nada nem ninguém dá valor àquilo que devia ser a máxima da nossa filosofia de vida.

É a vida mundana que levamos... Enfim.

Beijinho Iúri!^^

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

gostas te mesmo amiga rita?
hehe

a vida nao e cuspir e desrespritar os outros e nos proprios mas sim da valor ao nosso dom..qu eé puder viver e desfrutar dessa mesma vida

brigada amiguita do meu coraçao

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

de nada raibow..es sempre bem vinda..este pavilhao e feito de sorrisos e boas vibrações

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

sim zi..amor é o caminho mais certo da vida

Rita da Maçaroca disse...

Claro amigo. A tua escrita inspira-me. As tuas vibraçoes e energias fazem-me acreditar em dias melhores... Ultimamente so' me rodeiam pessoas hipocritas e pouco sinceras. Sabe bem vir aqui. Tenho algum conforto. Consigo ter a absoluta certeza de que vale a pena ser como sou e nunca me irei arrependerei disso. Nao vou deixar que me deitem abaixo :) Sei que estou certa...

Beijinho mano*

Zi disse...

sim, eu tinha lido á pouco mas não tive tempo de comentar. está fantástico, realmente fantástico. escreves muito bem.

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

obrigado zi...e bom ter leitores como tu que dao valor aquilo que escrevemos....continua a picar o ponto:P

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

amiga maninha ritita maçarocas..

ainda bem qu ete inspiro..é bom ter algo em que acreditar...
ter algo onde agarrar..se nao a vida torna se algo parecido como te atirares de um aviao sem paraquedas..

espero que tenhas gostado..bjj

Zi disse...

com todo o gosto :p

incógnita disse...

Sim gostei =)

Mary disse...

Gostei, mesmo +.+
A forma como escreves é indescritivel.
Beijinhos

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

ai amiga rosie nem sei que dizer mas muito obrigado por teres lido e teres gasto um pouco do teu tempo neste textinho

:)

Lara Filipa GV disse...

gostei =)

Mary disse...

gasto tempo? :O Qual, quê! foi um prazer a serio. Gosto mesmo de ler o que escreves. E escrevs muito bem, mas isso já tu sabes :) beijihos

Suu disse...

é mesmo bom recordar tudo aquilo, é como reviver tudo outra vez :')

S* disse...

A amizade e o amor devem andar sempre de mãos dadas.

Rosie Dunne disse...

está um espectáculo.. tens, tu, a ines e deus,sempre as palavras certas!

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

ahaha eu a ines e Deus..atao?

Rosie Dunne disse...

lol o que eu queria dizer é que tanto tu como as personagens do texto tinha sempre as palavras certas... mas está mal explicado :P

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

desculpa amiga...é que nao tinha percebido:P

Rosie Dunne disse...

de nada! eu gosto :)

L.A disse...

Que lindoooo. Estou arrepiada ate agora!

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

entao amiga que se passa?

Shadow One disse...

Segundo a visão de alguns, o ponto de partida para a espiritualidade é o isolamento da mente.

"Conhece-te a ti proprio e conhecerás Deus."

Muita gente frequenta festas de Trance, consome "E" e "Anfs", com o objectivo de se isolar dentro da sua propria mente. Encontrar a iluminação. Deus.

O caminho para a verdade não é único. Cada um escolhe o seu.

Ambiente excelentemente bem criado.
Escrita impecável e cativante.
Parabens.

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

claro amiga...isto da festa foi uma metafora daquilo que vivemo shoje em dia....

apenas isso...transformei numa festa de techno e trance e adicionei a droga e a policia com autoridades de brutalidade ...e o resto foi surgindo

brigada amiga

Violeta disse...

olá luri... achei bem interessante o texto....e quem sabe tenhas aparecido com ele nunma altura que estava a precisar.... obrigada...
deu-me alento...

fiquei fã

beijo solto

Patricia disse...

muito obrigada pelo teu comentário :)
gostei do blog :)

Lara disse...

Muito bonito! :)

Parabens pelo teu blog, voltarei! *

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

ainda bem patricia..es sempre bem vinda

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

oi lara..brigada...

Patricia disse...

gostei mesmo iúri :)
e sim tens razão , e quando falo em amor não falo de todo no amor de outra pessoa , mas sim como disseste .. o amor à vida , o amor próprio .. às vezes até isso me falta ! são faces .
Vou seguir-te pode ser?
um beijinho *

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

claro amiga..espero que venhas ca sempre que quiseres

L.A disse...

Não e' necessario ficar assustado (:
Fiquei arrepiada pelo bom sentido claro, alias pelo optimo sentido.
Adorei o teu blog (:

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

aind abem amiga atao....espero que continues a vir ca..mai scoisas viram para ler:P
u, bj arrepiado

katie. disse...

Humm eu não acredito em deus... mas ainda assim o texto está lindo e a mensagem não deixa de ser válida... sempre gostei dessa frase, "sê aquilo que procuras nos outros". Se toda a gente fizesse isso o mundo seria um sítio bem melhor. Embora ultimamente eu não seja o melhor exemplo mas.... também se vive e se aprende de erros...
beijinhos

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

hum..concordo amiga:)

brigada e volta sempre

Rita da Maçaroca disse...

Oh :( Porque? Não está bom? Está uma porcaria... (_ _)

Claro que perdoo mano

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

ta lindo ssem palavras:)

Rita da Maçaroca disse...

Oh Iuri :( Agora fiquei sentida... Assustaste-me!

Exigo CEM palavras para compensar as sem tuas palavras :P

Beijinho*

Anuska disse...

Parabéns pelo texto, apesar de eu não ter a presença de um Deus na minha vida adorei o significado do que escreveste.

Sy disse...

QUE LIN-DO! :|

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

ainda bem amiga anusca.....ainda bem que avibração foi bem recebidda...

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

sy...
brigada...continua a visistar

Chow disse...

Gostei muito, toca em pontos simples mas essenciais. (E a música de fundo é paz, simples).

O blog está muitíssimo agradável.

(Fico feliz por teres gostado do meu)

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

ainda bem que gostas te ..podes vira ca sempre qeu quiseres..love and blessings

Sophia disse...

Vou seguir :)

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

hehe brigada...

Isabel disse...

Gostei muito :)

Marcela Lima disse...

Oieee. Obrigado pela visita!
Vim fazer uma visitinha em seu blog, e gostei muito deste post.
È maravilhoso como Deus é perfeito, ele nos dá milhares de chances, mas o ser humano na sua fraqueza e covardia deixa passar e só comete erros e mais erros.

Beijão e até mais =)

br disse...

Obrigada, decidi aceitar o convite e vir visitar o teu blog.
Este post é lindo (':
Parabéns.