Ora hoje são...

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo

Pesquisar neste blogue

domingo, 17 de janeiro de 2010

Vida vai...Vida vem...

Vidas vão, vidas vêem.
A lei mais Universal da vida e que ninguém pode fugir a ela. A Lei que não qualquer Ciência, Metafísica ou Filosofia que explique. A Lei que desde o Rico ao pobre, branco ao negro, o honesto e o ganancioso…Todos vamos de ter de obedecer a essa mesma Lei.
Somos tão desequilibrados na nossa vida que se pararmos um pouco para pensar, é rara a vez que damos graças por estarmos vivos e por termos olhos, boca, ouvidos, braços e sentimentos. Quando alguma coisa acontece ou alguém morre ficamos logo com um fim do mundo na nossa Vida, esquecendo que é a Lei Natural da Vida. Mesmo que a sua vida tenha sido tirada por outra pessoa…
É a Lei…
A semente foi plantada na Terra com uma missão. Por vezes nós curvamos a Vida numa esquina e quando olhamos para trás nem sabemos qual a nossa missão, mas o destino foi fazer essa mesma Vida e missão.
Quando pisamos a terra e a areia, tocamos na água do mar e cheiramos o ar puro que emerge do Universo, nunca pensamos que estas coisas possam acontecer, mas a realidade é que a terra que estamos a pisar pode ter sido cenário de guerra ou de alguém que está ali fisicamente transformado em terra. Pode ser macabro eu sei, mas só estou a tentar mostrar o lado positivo e o lado que mais lógica tem.
Da Terra vimos e da Terra nos vamos transformar…
Afinal nós somos Natureza, e com ela interagimos, por isso é que quando estamos num ambiente de Natureza Mística nos sentimos em Paz e Plenitude. Pois é Dela que vimos e é a Ela que vamos pertencer.
Suas cores e seus cheiros, seus frutos, seus animais e sons. O Próprio fogo devidamente controlado no meio da Natureza dá-nos uma Luz tão forte que só dá vontade de adormecer sobre pétalas de Girassol, soprar tornados no meio da poeira, tomar banhos de lama e transformarmo-nos em ar e ouvir ao pormenor todos os sons que Ela nos canta. Fazer parte da Natureza é algo que eu aprecio bastante. É o equilíbrio máximo, é a Vida no caminho certo.
Como a Lei que eu já falei em cima, a Natureza nasce, desenvolve-se, dá os seus frutos e em terra se transforma dando assim um novo espaço a seres vivos, alimento para plantas, novos sons e novas cores.
Vida que é bombeada em cada veia e artéria nossa. Vida mais rica que qualquer milímetro de Urânio ou Ouro. Vida com o som de dois beats do coração. Vida que nos dá a possibilidade de ir debaixo da água e aguentar muito tempo. Vida que nos permite quebrar metas a correr a alta velocidade. Vida que nos injecta adrenalina e nos permite fazer os supostos impossíveis. Vida que nos permite dançar ao som de sons igualmente compostos por nós. Vida que nos permite sentir quente e frio. Vida que permite que nós possamos beber chás de plantas cuidadosamente colhidas. Vida de Texturas e Linhas cruzadas como as cordas de uma “Kora”. Uma Vida que nos permite rir e dar frutos parecidos connosco.


Vida matematicamente impossível mas divinamente oferecida
(Um texto escrito em memória da maravilhosa mulher, Paulina Polonga. Morreu hoje (17-01-2010) ás 4 da manhã na África do Sul. Levou sempre um vida trabalhadora. Uma Vida de campo onde comia o que cultivava. Um sangue que também a mim me pertence. A Lei foi colocada e sua hora chegou. Escrevo isto de sorriso na cara e uma lágrima a bater à porta do olho direito.)
Descansa em Páz Avó Polonga

3 comentários:

Né # disse...

é digna de ser recordada :)

- jezebel disse...

Lamento imenso Iuri :'(
Quanto às leis, não as podias identificar da melhor meneira e vá, não te esqueceste dos chás de plantas *-* enfim, tu sabes a minha relação com os chás :p
um beijo

Irnica disse...

Olá...completar-ei mais um ano nesse dia, se lá chegar...será hipoteticamente e matemáticamente compreensível que te tenhas enganado na data, ou fui eu que percebi mal o texto? bjufa grande