Ora hoje são...

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo

Pesquisar neste blogue

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Variações de um Rebelde #24 Mundo Perfeito

É de firmeza e dureza feita o tecido que me cobre a carcaça.
Algo não me deixa voar nem fugir para o tecto do meu quarto.
Tecto de Sol, estrelas e Lua...
Afinal de contas como subir sem cair, como o pequeno ganha ao mais pequeno?
Variar as melodias e solos no meio de tempos incertos...
Ganhar a luz de inspiração e perfurar até ao sexo das árvores em busca do padrão perfeito... Toco o que sinto, e o que sinto varia de dia para dia...é incerto mas ao mesmo tempo é genuíno...
A minha mão acaba onde a tua guerra começa.
Não é em guerra que quero estar...mas sim quero estar entre dois jardins a contemplar os confins da melanina entre raças e humanidade. Explorar os seus tecidos humanos e os seus limites.
É no mar que me perco mas é na terra que nasço.
Resumo-me a nada quando estou neste tempo, fico em pó quando "ele" pára. Desce Júpiter e Neptuno para regar a sua ira no meu chá verde que bebo como se não houvesse amanhã. É nos confins das palavras que encontro a minha almofada e é nestas palavras que descarrego as minhas insónias. 
***
Quando era (sou) pequeno viajava sem destino sempre pensativo. Voava e rugia.
Reparava no minuto que passava pelos meus olhos ao sabor do vento. 
Hoje Renovo-me pelo futuro que é a Natureza. 
Liberto-me pela energia daqueles olhares apelando à piedade...

Mundo Perfeito
De onde a onde vai a minha liberdade?
Um dia Deus disse me ao ouvido:
"Quando estiveres cansado não te sentes....continua...pois quando chegares à paisagem linda que fiz para ti, vais ver que o que sofreste não foi em vão. A tua cruz acaba onde a Terra Prometida começa"

9 comentários:

Cláudia F. disse...

Por vezes o nosso sofrimento é tão intenso que nos leva a duvidar se alguma vez iremos ser dignos de ver tal paisagem... Beijo

Sairaf disse...

Fiquei com a alma tão quente com tão belas palavras, obrigado por tão belo texto.
Sincero Abraço
Com carinho
Sairaf

Anónimo disse...

extraordinariamente, extraordinario. Es um ser feliz, que tenta viver a vida intensamente, "viver tudo de todas as maneiras", como dia Ricardo Reis. Gosto desse teu espirito, dessa tua boa fé, desse teu carisma que enfeitiça qualquer um. Es um mágico que partilha a bondade e felicidade pela rua, és um virus que entra pela nossa alma e nos deixa repletos de alegria. O teu blog tem força por isso, porque é um blog sentido, que fala do quotidiano que muitas vezes problemas como a fome, injustiça, etc, passam ao lado. Parabens e obrigado por partilhares todas estas publicações.
Catarina Girão

» sereia, da flor branca e lilás « disse...

subscrevo totalmente a Cláudia F.



ps: eu já n tenho forças para carregar a minha e o seu peso que teima em aumentar com o tempo,,,

Iúri Zúluri Revel Regueiro disse...

bem claudia...quando não vens a este blog ele até ja estranha...obrigado pela força..bj

Iúri Zúluri Revel Regueiro disse...

sara...a alma é quente..tem que levar aquele aconchego...
obrigado pela visita:)

Iúri Zúluri Revel Regueiro disse...

sereia...ja uma pessoa me dizia.."nao somos todos iguais2...mas eu continuo a dar força mesmo aqueles que não a encontram..é d aminha natureza ou estupidez fazer tal acção..mas sinto que fico feliz e faço alguns...tambem felizes..quando eu um dia ca nao estiver..muitos mais viram para plantar este chão que pisamos

bj

Iúri Zúluri Revel Regueiro disse...

catarina girão...fazer frente as tuas palavras para que?

és aquela amiga...

Larah disse...

Já pensou em virar poeta? haha é serio, iria lhe render um bom dinheiro. Essas palavras foram muito bem escritas e selecionadas, continue assim :D