Ora hoje são...

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo

Pesquisar neste blogue

domingo, 14 de março de 2010

Viagens de um Sem Destino #2

É fácil sonhar mas difícil lembrar dos sonhos. Mais limpo e consciente é eu sonhar acordado, tudo se torna aguarela quando se tenta passar para a realidade. As respirações vão rolando com o crescimento das plantas que outrora sementes foram. Venero e como Natureza. Venero e como Ar e Fogo. Umas vezes sento-me parte dela, outras sinto-me Ela. Sim, ela a Natureza que me move e me assobia ao ouvido. Quantas e quantas vezes agarro no meu saco de desejos e caminho em direcção ao Sol, de olhos vidrados e lábios secos. Caminho sem pestanejar e um sorriso bem esboçado na cara. Aquele sorriso de Jardineiro que semeou as suas sementes, e pegadas não deixou.
Vai...corre e semeia...
Aquele Jardineiro que conheci, e me segredou ao ouvido:
Do caroço da maça nasce uma Maça, Do caroço do Amor sai Amor, Do caroço da Vida sai a Sabedoria...
Aquele fiel e Poderoso Jardineiro disse:
...Tudo depende de como tratas das mesmas sementes...
As respirações rolam e tudo se move ao ritmo certo e constante de um chão Castanho e um céu iluminado de violetas e clarões vermelhos...
Tudo se move ao redor de dois batimentos sincronizados de um coração que nasceu para depois parar, mas durante o tempo que bate, a chama perdura e aquece as nossas almas. Aquela cadeira de madeira pintada de vermelho ferrugem, cadeira onde me sento.
Aquele chão mel, castanho e mole, chão onde as sementes semeei-o. Aquelas três velas e um pau de incenso acesos, luz e cheiros onde me refugiu. Aquele baixo ambulante, com um pequeno arranhão de guitarra nos foras de tempo e um cheiro de bateria...Música de Consciencialização.
Aquele que está comigo e nunca ao vejo...Sinto.
Aquele que me segreda Poemas ao ouvido...Escrevo.
Aquele que me diz quando chorar e sorrir....
Aquele que me dá a inchada para as mãos e um campo enorme para cultivar...
Aquele que leva ao colo quando estou cansado...
Divino
Aquele que lança fogo e tempestades
Aquele que Julga e Ensina
Aquele que é Rei, Alpha e Omega, e se manifesta em Luzes, pensamentos, Paz e Fúria.
Deus
Dias em que os olhos me pesam, o inimigo não me faz desistir. E der-repente sinto me de mão dada com alguém...
Alguém cujo os olhos aparentemente são castanhos, mas que ao pé do Sol têm cor de Mel e Fogo, e em que a menina do olho é banhada de verde Natureza e Âmbar.
Aquela que as pétalas são morenas e o seu caule é firme e hirto.
As respirações rolam e vejo cada vez mais gente a cair e a levantar. 
Dentro dos meus olhos tudo se inverte e tudo é cru e respirável. 
Há vezes que vejo esse Jardineiro e ele despreza-me e fica calado. Há dias que esse jardineiro fica cantando. Há dias que ele não sabe mais o que fazer e despede-se do áspero Mundo, e vai sozinho para um palco onde pode contemplar tudo o que semeou. Vai e a respiração dele vai rolando.
O Mundo gira, rebola, tudo se queima e tudo se mistura.
Vejo esse jardineiro por vezes a lutar e a pingar suor como uma cascata, as suas mãos cheias de bolhas, as lágrimas soltas e a regar os seus campos.
Incrivelmente passado três a quatro estações, em dias de Lua cheia e Sol Moribundo, seus campos estão cheios de plantas e Alegria, e o Jardineiro....

Fica sentado de costas para esses mesmos campos a comer maga doce e a beber chá de Camomila, a assobiar...

17 comentários:

Gabriela disse...

O jardineiro não contempla as suas obras? Não digo isto como exibicionismo das suas obras feitas mas sim como louvor de todo o seu trabalho. Canta, é feliz. Assobia. Mas porque não usufruir do fim do seu objectivo?

- ainda espero o meu texto, amigooo.

Isabel disse...

Gostei imenso :)

Catarina disse...

Camomila é dos meus chás preferidos (:
E o cafézinho temos de combinar, temos de combinar..:D

Iúri Zúluri Revel Regueiro disse...

gabriela
e claro que ele contempla as obras
mas ele está tao a vontade com a natureza que as obras que ele criou desfrutao a sua volta...

Iúri Zúluri Revel Regueiro disse...

ainda bem isabel:)

Iúri Zúluri Revel Regueiro disse...

ta certo catarina

Piper disse...

Oh, à quanto tempo amigo :D Oh, muito obrigada, mesmo muito obrigada! E os teus continuam magníficos, consigo perder-me nas tuas lindas palavras :)

Beijinhos **

loira disse...

Vir a este teu espaço é tão bom, relaxa-se e fica-se zen! :)

jo disse...

Um dos melhores Iúri! Está lindo, está sábio e esse jardineiro tem muito que se lhe diga!

beijocaaa Zuluri

Iúri Zúluri Revel Regueiro disse...

brigada piper

Iúri Zúluri Revel Regueiro disse...

loira...

Iúri Zúluri Revel Regueiro disse...

brigada jop jo

P i i ♥ disse...

Obrigada Iúri (:

Chayani disse...

Íúri, seu blog sempre excelente!
Vim pedir minhas desculpas pela ausência na visita aqui, mas tenho tido pouco tempo pra estar na net, espero que sigas sempre com teu sucesso.

Beijos

Jupiteeer disse...

Obrigada pelo comentário Iuri. Também tu escreves muito bem, mas ao contrário dos meus textos, os teus transmitem calma. O blog está muito bom.

Não te lembras de mim de certeza, mas já nos conhecemos. A minha banda convidou-te há um tempo largo para fazeres parte do nosso videoclip. Mas ficámos sem video e a banda já acabou...

Vou continuar a visitar, com muito gosto *

- Jezebel disse...

obrigada e força também para ti*
beijinho

Grenouille disse...

Ohn obrigada :$
Também te adoro resmungão :D
Beijinho

ps. Ai este teu dom... deixa-me a milhas da terra!